Personagens da Historia da Várzea

12 de maio de 2012 por     2 Comentários    em: Notícias

Durante muitos anos o futebol de várzea de Santos foi o principal meio de lazer, de pratica esportiva e ponto de encontro de milhares de pessoas nos finais de semana. Espalhados por todos os bairros havia dezenas de campos de futebol e neles centenas de times se enfrentavam muitas vezes amistosamente, outras vezes em competições onde se disputava a honra de ser o melhor time da cidade.

Nessa historia muitos personagens se destacaram, alguns por serem craques, outros pelos anos dedicados a defender esses times, muitos iniciando muito jovem no time infantil passando com a idade ao juvenil, ao veterano e depois ocupando cargos na diretoria. A história do futebol de várzea de Santos é rica desses personagens, cada qual mostrando em sua visão e em sua época quão prazeroso era participar dessa atividade.

Por esse motivo o varzeasantista.com em parceria com a TV Tribuna resolveu homenagear alguns veteranos presentes no evento com um troféu denominado Fui personagem desta história. Gostaríamos muito de homenagear Ayala, Sanchez, Emídio, Djalma de Jesus, Zequinha, Testinha, Nívio, Edmar, Zé da Silva, Bizoca, Feijó, Orady, Passarinho, Pinga, Túlio, Nilceu que por motivos particulares ou de saúde não estavam presentes na hora da entrega. Os abaixo listados receberam a homenagem:

Zé da Onda- defendeu os times do Industrial, Martins Fontes, XI Santista e Presidente por dez anos do XI Santista;

Carivaldo-diretor de times da várzea, fundador do G.E. Boa Amizade;

Alemão- Goleiro do Amazonas F.C. por muitos anos e do amador do Santos F.C.;

Babá – ponta direita do Vila Santista F.C. nos anos 50;

Chicão – zagueiro do Vasco F.C. e do Portuários;

Chiquinho – ponta esquerda do Vila Santista F.C.;

Delegado – ponta direita do Martins Fontes, São Paulo do Macuco, Ébano A.C.;

Deodato – atacante de diversos times entre eles o G.E. Athié;

Dodô – meio de campo das seleções do Campo Grande e Ponta da Praia;

Espanhol – 85 anos, lateral do Libertador, Faísca de Ouro e São Paulo do Macuco;

Flórido – goleiro do A.A. Americana;

Grasseto – goleiro do XI Santista do Macuco;

Jorginho – atacante do Grêmio São Luis, Portuários, Jabaquara;

Sabiá – zagueiro do Vasco, Santa Cecília, Portuários;

Soares – o maior artilheiro da várzea do Brasil;

Salomão – ponta esquerda do Estrela da Manhã, São Paulo, Santa Cecília;

Valdir Ferrugem – atacante do XI Corinthianos, Chico de Paula, Portuários;

Preá – 85 anos, jogou em 28 times na várzea;

Dilmar – goleiro do Ás negro da Vila Belmiro e do Santos F.C.;

Quim – 85 anos, fundador, jogador e técnico do Corinthians da Penha;

De Maria – atacante do Grêmio São Luis e Flórida:

Walmor – jogador do Juventus da Bacia do Macuco;

Gregório – atacante do Vasco F.C.dos anos 50:

Pereira – atacante e Presidente do Botafogo da Torres Homem;

Valfredo – atacante do Juventus da Bacia nos anos 50;

Henrique – zagueiro do Amor e Glória, Grêmio São Luis;

Ademar – atacante do Globo F.C.;

Ademar – zagueiro do Vasco, Santa Cecilia;

Carvalhal – jogador do Palmeirinha e Vila Nova do Mercado, técnico do XI Santista.

2 Comentários + Comente

  • Jair, por tudo o que está escrito, falado e divulgado nas emissoras de rádio e TV e nos jornais de nossa região contando também com a Internet, o VARZEA SANTISTA É SIMPLESMENTE O PASSADO NO PRESENTE, RUMO AO FUTURO.

  • Sempre, Jair, que vc continue sempre assim, mostrando como era a várzea santista, qdo todos jogavam com amor e por amor ao futebol. Bonita homenagem a esses que foram os caras na bola e hoje na história. Fico feliz em ver meu amigo Ademar Bitencourt ser homenageado, porque foi um grande personagem dessa história.

Gostou? Então deixe um comentário!

A Tribuna

O guardião da várzea santista

Login


who's online