Festa de confraternização

13 de maio de 2009 por     3 Comentários    em: Notícias

festa djalma Festa de confraternização

Aconteceu neste sábado, 9 de maio, mais uma festa de confraternização entre os veteranos jogadores de futebol da várzea de Santos. Com o intuito de reunir velhos amigos dos times São Paulo, Vila Santista, Vila Liberdade e 1º de Maio, iniciamos no ano de 2005 uma série de encontros, semestrais, pois a idade da maioria, acima de 60 anos não permitia que esperássemos um ano para esses eventos, as perdas são inevitáveis e deveríamos aproveitar ao máximo e curtir as amizades.

Devido ao sucesso acontecido, pessoas que não se viam há vinte, trinta anos, passaram a se encontrar e recuperar o tempo perdido, hoje muitas pessoas que jogaram em diversos times da cidade se reuniram conosco e o grupo agora é aberto a todos e cresce a cada evento quando muitos times são representados, por isso chamo o encontro de festa dos veteranos do futebol da várzea de Santos.

A partir de agora iremos homenagear simbolicamente em nossas festas, alguns varzeanos da antiga. No nosso grupo temos pessoas com a idade acima de setenta anos e alguns como o Zéquinha, o Djalma, o Espanhol acima de oitenta. Pretendíamos homenagear duas pessoas, Djalma de Jesus que defendeu com sucesso varias equipes e o juiz mais conhecido da nossa várzea, Roberto Pires, o Tabaco. Infelizmente, por problemas particulares nossa homenagem ao Tabaco ficará para outra oportunidade.

  • O HOMENAGEADO

Djalma de Jesus, nascido em 1925, na cidade de São João da Boa Vista, estivador aposentado, simpático e emotivo, não perde uma de nossas festas. Começou sua convivência com a bola muito cedo na equipe infantil do Espanha (hoje Jabaquara A.C.) no campo existente ainda no Macuco. Disputou torneios pela categoria infantil e juvenil do Jabaquara no tempo do campo da Ponta da Praia, anos 40.

Defendeu o Santos F.C. no final dos anos quarenta, o técnico da época era Oswaldo Brandão e dali saiu para defender times do interior no Campeonato Paulista de Futebol, entre eles o América de São José do Rio Preto, Taubaté, Birigui, Caçapava. Terminada sua vida profissional dedicou se a jogar muitos anos ainda na várzea. Defendeu as cores do Libertador, Marinheiros, Moravia, Paquetá, Santa Cecília, Cidade de Santos, Flor do Norte. Segundo pessoas que viram Djalma jogar, ele era um zagueiro habilidoso, jogava com lealdade e tratava a bola com muita categoria, futebol bonito de se ver.

O varzeasantista.com saúda o homenageado.

3 Comentários + Comente

  • SOU DIRETOR DO ESPORTE CLUBE PALMERINHAS DA PRAIA GRANDE PORTANTO GOSTARIA DE FAZER CONTATO PARA QUE POSSAMOS MARCAR JOGOS AMISTOSOS
    MEU TELEFONE É 91227180

  • Jair

    foi com prazer que revi velhos amigos e adversarios
    nesta festa de comfraternizaçao com muita bebida e comida tudo muito bem organizado acredito que todos
    tenham saido sadisfeitos esperamos que a proxima seja igual

    Abraço,Rubão

  • Poxa, qdo conheci o seu Jairo, ele ainda tinha cabelo!!!!!!!!!!! isso a uns 20 anos a tras. Um abração a essa pessoa maravilhosa e sua familia!

Gostou? Então deixe um comentário!

A Tribuna

O guardião da várzea santista

Login


who's online