Boêmios leva a Taça de campeão para o Itapema.

A taça de campeão da Copa União de Futebol Veteranos 35 anos atravessou o Estuário e foi parar no Itapema. Com um futebol convincente a equipe do Boêmios venceu o Barreiros na Arena Juventude por quatro a dois e conquistou o título de campeão. O gramado pesado devido as chuvas da madrugada, atrapalhou um pouco, mas não prejudicou o espetáculo. Ambas as equipes demonstraram muito empenho em campo em busca da vitória, foi um jogo cheio de emoções e com muitos gols e agradou ao bom público presente.

O jogo começou com o Barreiros pressionando o adversário e criando duas boas chances para marcar, a primeira em um cruzamento da direita o atacante Edgard antecipou ao zagueiro e cabeceou raspando a trave esquerda. No ataque seguinte Élson chutou por cima do travessão. O Boêmios reage aos nove minutos num chute de Claudinho que passou a esquerda da trave. E abre a contagem aos onze minutos num lance em que o lateral Zé do Barreiros ao desviar um cruzamento para a área marca gol contra Boêmios 1×0. O Barreiros reage ao gol sofrido e volta a pressionar no ataque e levou perigo ao gol do Boêmios em um chute forte, rasteiro e de fora da área de Ítalo que passou rente a trave direita. Aos vinte e quatro minutos o Barreiros empata, a jogada começa pela direita do ataque, a bola foi alçada a área, Élson cabeceia e obriga o goleiro Eduardo Bundinha a uma bela defesa e no rebote a zaga alivia para a lateral pela esquerda do ataque. Edgard cobra o lateral rápido para Kitz que cruza novamente para a área, o goleiro sai e não acha a bola e novamente Élson cabeceia desta vez para o fundo das redes. 1×1 no placar. Aos trinta minutos o Boêmios marca novamente através de Ariones, ele recebe a bola livre na meia direita e chuta forte e alto sem defesa para Vanderlei. Final do primeiro tempo Boêmios 2×1.

No segundo tempo aos seis minutos o Boêmios amplia a vantagem num rápido contra-ataque pela direita, bola lançada para Claudinho que de peito dribla Betinho, avança e na saída de Vanderlei teve calma para driblar o goleiro e mesmo pressionado por Betinho chutou de esquerda para o gol vazio, Boêmios 3×1. O Barreiros avança o time em busca da reação e aos dezessete minutos tem um pênalti a seu favor, Élson foi puxado dentro da área e o arbitro Luisinho marcou. Houve muita reclamação por parte do Boêmios. O mesmo Élson cobrou no canto esquerdo, Bundinha ainda tocou na bola, mas não evitou o gol, Boêmios 3×2. Já no finalzinho do jogo Manoel ampliou a vantagem para o Boêmios e no apito final da partida sua grande torcida comemorou o título, Boêmios com todos os méritos pela melhor campanha no campeonato levou o título para a sua comunidade do Itapema.

Boêmios: Eduardo, Welton (Roxo), Anderson, Pe (PicaPau) e Preto; Wilso, Zé Ricardo, Manoel e Ariones (Fernando); Carioca (Elizeu) e Claudinho.

Barreiros: Vanderlei, Zé (Alesandro), Augusto, Betinho e Kitz (Marcelo); Soró (Edson), Geraldo (Alberto), Wellington e Ítalo (Marcelo Fernandes); Élson e Edgard.

Na preliminar em disputa pelo terceiro lugar na competição o Novo Brasil A.C. venceu o Red Bull por três a dois.

O troféu de artilheiro foi para Edgard que marcou onze gols e o de goleiro menos vazado foi Vanderlei, ambos do Barreiros.

Arbitragem de Luiz de Moura auxiliado por Cal e Carlos Roberto.

Gostou? Então deixe um comentário!

A Tribuna

O guardião da várzea santista

Login


who's online