C.A. LIBERTADOR

16 de dezembro de 2007 por     3 Comentários    em: Libertador, C.A.

C.A. LIBERTADOR

Tradicional equipe varzeana das décadas de 40 e 50, o C.A Libertador tinha seu reduto na rua Luiza Macuco, entre rua Constituição e Av. Conselheiro Nébias. Seu uniforme era em listras horizontais azul e branco e jogava sempre no campo do adversário, com exceção quando utilizava o antigo campo do Brasil F.C. na Av. Conselheiro Nébias, antes da ocupação pela fábrica de açúcar Pérola. Encerrou suas atividades no final dos anos 50, deixando entre seus muitos admiradores, boas lembranças do bonito futebol que praticava.

3 Comentários + Comente

  • Fui criado no MACUÇÃO e tive a oportunidade de ver grandes craques jogarem, que hoje com certeza seriam titulares absoluto de qualquer time no Brasil. Dois deles Mingues e Nanaio…..

  • Sou sobrinho do Zequinha Perneta, lateral-direito do grande Libertador, posteriormente, Morávia, bem como do Paquetá, Estiva, Toca da Onça, Castelo Branco, etc. Além do Yale, no campo do Santa Izabel, onde jogou até os 85 anos de idade. Dia 27 de outubro, ele completará 90 anos!!! O irmão mais velho, já falecido,também jogou no Libertador. Era conhecido como Joãozinho Pé-de-Burro, Feitor de Docas. Jogou,
    ainda, na Seleção de Docas, A. A. Portuários, A. A. Portuguesa Santista, E. C. Beira Mar, Guarani, Vila São Paulo, de Itanhaém, etc. Um outro irmão, Vadico, também jogou no Libertador. Nasci no 43 da Luiza Macuco. O Libertador se reunia na padaria Avenida, na Cons. Nébias com Luiza Macuco. O Feitiço, grande
    jogador do Libertador, me colocava sobre o tanque de gasolina de sua moto e me levava para dar voltas no
    quarteirão. Eu joguei no Morávia, nos anos 70. Os meus treinadores foram Dedé e Milton Alves. O Libertador foi um celeiro de craques: Djalma, Nanaio, Migues, Haroldinho, Sanches, Bexiga, Lanzudo, Síl
    vio Geléia, Raposinho, Ratazana, Boca, Sacadura, Ademar, Quique, Paulo Babão e muitos outros.

  • Sou sobrinho do Zequinha Perneta, lateral-direito do grande Libertador, posteriormente, Morávia, bem como do Paquetá, Estiva, Toca da Onça, Castelo Branco, etc. Além do Yale, no campo do Santa Izabel, onde jogou até os 85 anos de idade. Dia 27 de outubro, ele completará 90 anos!!! O irmão mais velho, já falecido,também jogou no Libertador. Era conhecido como Joãozinho Pé-de-Burro, Feitor de Docas. Jogou,
    ainda, na Seleção de Docas, A. A. Portuários, A. A. Portuguesa Santista, E. C. Beira Mar, Guarani, Vila São Paulo, de Itanhaém, etc. Um outro irmão, Vadico, também jogou no Libertador. Nasci no 43 da Luiza Macuco. O Libertador se reunia na padaria Avenida, na Cons. Nébias com Luiza Macuco. O Feitiço, grande
    jogador do Libertador, me colocava sobre o tanque de gasolina de sua moto e me levava para dar voltas no
    quarteirão. Eu joguei no Morávia, nos anos 70. Os meus treinadores foram Dedé e Milton Alves. O Libertador foi um celeiro de craques: Djalma, Nanaio, Migues, Haroldinho, Sanches, Bexiga, Lanzudo, Síl
    vio Geléia, Raposinho, Ratazana, Boca, Sacadura, Ademar, Quique, Paulo Babão e muitos outros.

    Eu estou comentando pela primeira vez!

Gostou? Então deixe um comentário!

A Tribuna

O guardião da várzea santista

Login


who's online